Link de exemplo

Voltar para Notícias

Criminal

GAECO e PM realizam operação contra o tráfico de drogas na região de Rio Preto

Cinco pessoas foram presas e uma está foragida

Promotores de Justiça do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) - Núcleo São José do Rio Preto e a Polícia Militar realizaram, na manhã desta sexta-feira (11/7) operação para cumprimento de mandados de busca e apreensão e prisões temporárias resultantes de investigação do Ministério Público contra o tráfico de drogas e associação para o narcotráfico de grupo criminoso que agia na região de São José do Rio Preto. Cinco pessoas foram presas e uma está foragida.

A investigação, iniciada há 11 meses, possibilitou o mapeamento dos passos dos quadrilheiros, bem como a identificação dos integrantes do grupo criminoso, que tinha como líder o indivíduo conhecido como “ Gorducho”.

Apurou-se que as drogas, especialmente maconha, eram adquiridas de fornecedores ramificados no Mato Grosso do Sul, principalmente em Três Lagoas. O principalmente fornecedor do grupo criminoso foi preso nessa quinta-feira (10/7), pelo GAECO do Mato Grosso do Sul, em apoio ao GAECO de São José do Rio Preto.

Faziam parte da quadrilha homens responsáveis pela distribuição das drogas, parentes do líder “Gorducho” e um preso recolhido no Centro de Progressão Provisória de São José do Rio Preto.

O GAECO ainda apurou que, mesmo depois de preso em flagrante, “Gorducho” continuou realizando o tráfico de drogas de dentro do estabelecimento prisional, por meio de outros integrantes da quadrilha.
Durante a investigação foram realizados 8 flagrantes, que acarretaram na prisão de 13 pessoas e na apreensão de cerca de 50 kg de drogas. Uma pessoa foi presa por roubo.

A operação, denominada “Bola de Neve”, foi desencadeada na manhã desta sexta-feira e contou com a participação de 4 Promotores de Justiça e 6 servidores do GAECO, além de 30 Policiais Militares (além o efetivo empregado para cumprimento dos mandados de prisão e de busca em Três Lagoas/MS) para o cumprimento de 6 mandados de busca e 6 mandados de prisão temporária.

A Vara de Execuções Criminais de São José do Rio Preto, acatando a pedido formulado pela 8ª Promotoria de Justiça de São José do Rio Preto em conjunto com o GAECO, decretou a regressão o regime de cumprimento de pena do investigado que, de dentro do CPP de São José do Rio Preto, participava do narcotráfico pela organização criminosa investigada. Ele agora passa a cumprir pena no regime fechado.

O Ministério Público não divulgará os nomes dos investigados.