Link de exemplo

Voltar para Notícias

Criminal

MP obtém condenação a 15 anos de prisão de homem que esquartejou uma mulher

Homem matou a moça de 21 anos no mesmo dia que a conheceu

O Ministério Público obteve, na última terça-feira (14/10), a condenação, pelo júri popular, de Liomar Martins Costa pelo homicídio e posterior ocultação do cadáver de uma mulher de 21 anos que ele conheceu em um forró em São Paulo. Os crimes aconteceram em maio do ano passado. Costa foi condenado a 15 anos e dois meses de reclusão.

Na mesma noite em que Liomar conheceu a vítima, ele a estuprou e a matou a facadas. O criminoso tentou cortar o corpo da vítima em vários pedaços, e deixou o cadáver em um saco na rua em que ele morava. O homem foi denunciado por uma vizinha que ouviu os gritos da mulher enquanto era violentada.

Liomar era foragido da prisão, por já ter roubado e estuprado uma mulher em São Paulo em 2002. Foragido desde janeiro de 2008 em Minas Gerais, há a suspeita dele ter praticado outro homicídio naquele estado, o que o fez então voltar para São Paulo.

Os jurados acataram a tese da Promotora de Justiça Kátia Peixoto Villani Pinheiro Rodrigues - que também atuou no plenário do júri - de que homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

O Juiz Rodrigo Telini Deaguirre Camargo, que presidiu o Júri, proferiu sentença condenando Liomar Martins Costa a 15 anos de prisão, em regime fechado. Ele não poderá recorrer da decisão em liberdade.