Link de exemplo

Voltar para Notícias

Criminal

MP obtém condenação a 92 anos de prisão de motorista embriagado que provocou acidente com 4 mortes

Homem foi julgado por júri popular em São José do Rio Preto

O Ministério Público do Estado de São Paulo obteve a condenação a 92 anos e 6 meses de prisão do motorista Luciano Rosa Macedo por dirigir embriagado e provocar um acidente no trecho urbano da rodovia BR-153, em São José do Rio Preto, causando a morte de quatro pessoas e ferimentos em outras duas. Ele foi julgado na terça-feira (26/8) por júri popular, após ser denunciado por dolo eventual, situação em que o agente não tem a intenção de matar, mas, com seu comportamento, assume o risco de produzir o resultado morte.

O acidente aconteceu no dia 27 de maio de 2012. Macedo dirigia um automóvel Gol onde estavam mais seis ocupantes e, ao tentar uma ultrapassagem em local proibido, invadiu a pista contrária e bateu de frente com um Corsa. O impacto causou a morte da mulher dele e de três sobrinhos dela, de 23, 12 e 10 anos de idade. Um outro adolescente – enteado de Luciano - e o motorista do Corsa ficaram gravemente feridos.

Segundo a denúncia, Luciano Rosa Macedo estava sem dormir e vinha ingerindo bebida alcoólica desde o dia anterior, além de dirigir em alta velocidade.
Os jurados acataram a tese do Promotor de Justiça José Heitor dos Santos, que pediu em plenário a condenação de Luciano por quatro homicídios qualificados e duas tentativas de homicídio.

O réu estava preso desde o dia do crime e terá de cumprir a sentença em regime inicial fechado.