Link de exemplo

Voltar para Notícias

Criminal

MP-SP lidera as denúncias por crimes de tráfico e roubos no País

Números estão no relatório divulgado segunda-feira pelo CNMP

O Ministério Público do São Paulo foi, entre todas as unidades do MP brasileiro, o que mais ofereceu à Justiça denúncias pelos crimes de tráfico de drogas e crimes contra o patrimônio (roubo, furtos e latrocínios), em 2013.Os números fazem parte do documento 'Ministério Público, um retrato – 2014”, divulgado pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) nesta segunda-feira (15/09).

O documento do CNMP traz dados sobre a atuação funcional e administrativa de todas as unidades do MP (os Ministérios Públicos Estaduais e os quatro ramos do Ministério Público da União – os MPs Federal, do Trabalho, Militar e do Distrito Federal e Territórios) ao longo do ano de 2013. Tem informações como número de inquéritos instaurados e movimentados, denúncias oferecidas, processos recebidos, além do índice de arquivamentos e de denúncias, por tipo penal. Há também dados sobre o número de inquéritos civis instaurados, por assunto, bem como o quantitativo de termos de ajustamento de conduta firmados, além de informações sobre a gestão administrativa.

O levantamento do CNMP mostra que a região Sudeste liderou o número de denúncias por roubos, furtos e latrocínios oferecidas pelo Ministério Público em todo o Brasil, em 2013.

Foram 182,5 mil denúncias apresentadas no País, das quais 103,6 mil correspondem a crimes contra o patrimônio praticas no Sudeste. O MP-SP foi responsável pelo maior número de denúncias, totalizando 62,8 mil, ou seja, 33% do total.

Os crimes contra o patrimônio registraram 75,3 mil condenações no Brasil no ano passado, com maior número de sentenças condenatórias obtidas no Sudeste (17,7 mil), ante 16,4 mil no Centro-Oeste; 12,2 mil no Nordeste e 4,3 mil na região Norte.

Das 82,5 mil denúncias oferecidas por crimes de tráfico e uso indevido de drogas no País, 42,7 mil, ou pouco mais da metade, referem-se à região Sudeste e, destas 60% foram de autoria do MP-SP (25,7 mil).

No caso das denúncias por crimes de responsabilidade na região Sudeste, todas foram oferecidas MP-SP: 33, ou pouco menos da metade de todas as denúncias no País todo (75).

O MP-SP também foi o que mais ofereceu, denúncias pela prática de crimes contra a dignidade sexual. Foram 3,4 mil denúncias, pouco mais da metade das denúncias oferecidas na região Sudeste, que concentrou um terço deste tipo de acusação no País.
No cômputo das denúncias oferecidas por crimes contra a ordem tributária, O MP-SP também apresenta um número expressivo. Foram 802, do total de 896 denúncias oferecidas em toda a região Sudeste, de um total de 1,6 mil no País.

Veja a íntegra do Relatório do CNMP.