Link de exemplo

Voltar para Notícias

Criminal

Operação do MP prende cinco integrantes do PCC em Ribeirão Preto

O Ministério Público, por meio do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO) - Núcleo Ribeirão Preto, em conjunto com a Polícia Militar, realizou, nesta quarta-feira (10/9), uma operação para apreensão de criminosos e documentos pertencentes à organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Cinco Promotores de Justiça participaram da ação.

Foram cumpridos três mandados de prisões temporárias e cinco de buscas domiciliares expedidos pela Justiça contra integrantes da quadrilha que traficava drogas. Foram apreendidos R$ 20 mil em dinheiro, anotações e documentos da movimentação do tráfico e do crime organizado, além de comprovantes bancários, telefones celulares, mídias digitais, três veículos e duas motos.

No Hotel Brasiliense, na região central de Ribeirão Preto, foram apreendidos cerca de cem gramas de maconha, dezenas de embalagens plásticas, rolo de fita adesiva e faca com resquícios de droga, usadas na separação e embalagem de tóxicos, além de centenas de preservativos. No estabelecimento também foram encontradas mulheres que se prostituíam, e o local foi interditado e lacrado pela Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros e a Fiscalização Municipal.

Foram presos na operação A. P. S., sua esposa I.S., proprietários do hotel, M. M., gerente do hotel e J. D. O.. São considerados foragidos pela Justiça A. L. B. e J. B.P.J..
O MP tem prazo de 30 dias para analisar os objetos e documentos apreendidos, ouvir os investigados e testemunhas, para então oferecer a denúncia.