Link de exemplo

Voltar para Notícias

Ícone da categoria criminal
Criminal

Denúncia do MPSP contra homem que matou amigo da ex e agrediu mulher é recebida pela Justiça

Acusado removeu órgãos genitais da vítima, que faleceu por hemorragia

A pedido da Promotoria de Justiça da Caraguatatuba, o Judiciário transformou em réu o homem denunciado por matar um amigo da ex-companheira e agredir a mulher no dia 31 de outubro deste ano. Ele responderá por homicídio com três qualificadoras (meio cruel, motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima), violação de domicílio, lesão corporal contra mulher, furto, constrangimento ilegal e perseguição.

O membro do MPSP Renato Queiroz de Lima relata na denúncia que o acusado não aceitava o fim do relacionamento com a ex-namorada, que havia rompido com ele após diversos episódios de agressão. Diante disso, a mulher passou a ser perseguida e ameaçada pelo homem. No dia dos fatos, o réu invadiu a casa da ex, agrediu-a com um soco no rosto e, ao ver que um amigo dela dormia no local, começou a espancá-lo com socos e pauladas. Quando o homem perdeu os sentidos, o réu extirpou seus órgãos genitais. A vítima morreu de hemorragia.

Em seguida, o acusado invadiu a casa da vizinha onde a ex-companheira havia se escondido, arrastando-a até a rua e voltando a agredi-la. Na fuga, ele furtou a bicicleta do homem que havia matado.