Link de exemplo

Voltar para Notícias

Criminal

Policial que matou ex-companheira e dois filhos dela em Apiaí vira réu no processo

Homem responderá por três homicídios e furto

Um policial militar que matou a ex-companheira e os dois filhos da mulher em Apiaí responderá pelos três homicídios qualificados e também por furto. A denúncia oferecida contra ele pelo promotor Renan Rodrigues foi aceita pelo Judiciário nesta terça-feira (11/6), tornando o homem réu no processo penal.

Segundo as informações levantadas pelo Ministério Público, o réu não aceitou o fim do relacionamento e, em maio deste ano, foi à residência da vítima para tentar reatar a união. Diante da negativa da mulher, ele resolveu executar toda a família. Para tanto, o policial foi até o quartel do Corpo de Bombeiros em que atuava e, de maneira dissimulada, enganou o colega de trabalho que era responsável pelo atendimento da portaria e subtraiu uma pistola de uso restrito, utilizada na segurança interna do quartel. 

De volta à casa da ex-companheira, o homem atirou contra ela e, na sequência, alvejou também os meninos. Um deles tinha 12 anos. Para facilitar a impunidade pelos homicídios, o réu deixou o local em posse do celular da mulher.