Link de exemplo

Voltar para Notícias

Administração Superior e Gestão

MPSP recebe 126º encontro do Conselho Nacional dos Corregedores-Gerais

Atividades foram abertas nesta quinta e prosseguem na sexta-feira

Os integrantes do Conselho Nacional dos Corregedores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União estão reunidos em São Paulo, onde teve início, nesta quinta-feira (19/5), o 126º encontro do colegiado. 'É um momento muito importante para o Ministério Público de São Paulo. Significa a oportunidade de aprendizagem, de troca de experiências", disse o procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo, ao saudar os corregedores de todo o Brasil no edifício-sede do MPSP.

O presidente do colegiado, Cláudio Wolff Harger, agradeceu a hospitalidade. De acordo com ele, a reunião na capital paulista possibilitará aos corregedores discutir temas importantes para o momento que o Ministério Público atravessa hoje, como é o caso do trabalho remoto. "É uma honra, uma alegria ter os colegas aqui", sublinhou o corregedor-geral do MPSP, Motauri Ciocchetti de Souza.

Em uma deferência toda especial à sua antecessora, Motauri cedeu seu lugar na mesa de abertura dos trabalhos à procuradora Tereza Exner, citada por Harger como "presidente eterna" do Conselho. "São Paulo e o nosso Ministério Público de São Paulo, mesmo com esse frio, os recebem com muito calor humano e de braços aberto", declarou Tereza, que estava à frente do colegiado em 2020, ano em que o MPSP abrigaria o encontro dos corregedores, caso não houvesse a pandemia. Foi por esse motivo que Motauri fez questão de conceder a palavra à colega.

A secretária do Conselho Superior do MPSP, Tatiana Bicudo, destacou a relevância do trabalho das corregedorias em todo o Brasil, citando como exemplo o Projeto Corregedoria Cidadã, de São Paulo. "Quero apontar a felicidade da escolha dos palestrantes", disse o presidente da Associação Paulista do Ministério Público (APMP), Paulo Penteado. Nesta sexta, o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes debaterá com os corregedores sobre eleições gerais e combate a fake news.

O procurador Pedro Demercian tratará dos instrumentos processuais de consensualidade penal e a celebração de ANPP. O encontro será encerrado pelo corregedor nacional do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Oswaldo d'Albuquerque. Ele abordará a evolução da Corregedoria.

Nesta quinta, dois membros do MPSP apresentaram sua visão sobre aspectos da atuação do membros da carreira. Alexandre Rocha Almeida de Moraes discorreu sobre a jurimetria, a busca de identidade institucional e a concretização do modelo constitucional.

Nathali Kiste Malveiro falou sobre crimes de intolerância e de violência de gênero. Os procuradores do MPSP Wallace Paiva Martins Júnior (subprocurador-geral de Justiça Jurídico), Liliana Mercadante Mortari (vice-corregedora), Paulo Sérgio de Oliveira e Costa (diretor da Escola Superior), Gilberto Nonaka (ouvidor) e Tiago Zarif (membro do Órgão Especial) participaram da reunião.

Links Relacionados:

Notícias Relacionadas